Host Lab quer ser espaço de partilha e aprendizagem entre Academia, Turismo e Hotelaria

O Host Lab - Hospitality, Sustainability and Tourism Experiences Innovation Lab - que pretende ser um espaço de partilha e aprendizagem entre a Academia, o Turismo e o Setor Hoteleiro, vai ser inaugurado, no dia 15 de julho, às 10h00, na Escola Superior de Gestão, Hotelaria e Turismo (ESGHT) da UAlg, no Campus da Penha.
Share
UAlg
 

Este projeto pretende aproximar a comunidade científica e as empresas e consiste na criação de um laboratório e no desenvolvimento de ingredientes inovadores no âmbito da Dieta Mediterrânica. Será um espaço onde se pretende testar propostas, de forma a promover o bem-estar da população local e dos visitantes, aspirando a um destino cada vez mais sustentável.

O Host Lab pretende, assim, ser uma referência de investigação e desenvolvimento aplicado ao turismo culinário e às experiências eno-gastronómicas associadas à Dieta Mediterrânica. Irá estudar as determinantes da experiência e a atmosfera dos lugares, promovendo a avaliação sensorial, junto dos turistas e dos stakeholders, de novos produtos e serviços, com base em recursos e produtos locais, como os cereais, a oliveira, a vinha e outros alimentos, potenciando a qualificação e a diversificação do Algarve como destino turístico sustentável.

Neste momento, o projeto também será apresentado ao Conselho Consultivo, recentemente criado pela ESGHT, e servirá para dar a conhecer o trabalho de ensino e investigação em curso.

No decurso do projeto têm sido convidados profissionais da área da Hotelaria e Turismo, para a realização de dinâmicas de grupo sobre a temática da inovação na Dieta Mediterrânica, que tiveram como temas principais “Inovação” e “Ingredientes”, de forma a que mercado e ciência estejam alinhados quanto às suas definições e futuras implementações na sustentabilidade local. A participação ativa de profissionais externos à Academia tem fomentado a aprendizagem num âmbito holístico, de forma a que os objetivos do projeto sejam implementados de forma eficaz, para adicionar valor ao destino turístico e à experiência dos turistas e habitantes locais do Algarve.

Este projeto tem como responsável Alexandra Rodrigues Gonçalves, docente da UAlg e investigadora integrada do Centro de Investigação em Turismo, Sustentabilidade e Bem-Estar (CinTurs), e é financiado pelo Programa Operacional para o Algarve 2020. O Instituto Superior de Engenharia (ISE) da Universidade do Algarve também integra Projeto, através de um grupo de professoras e investigadoras da área da Engenharia Alimentar, que se encontra a desenvolver um conjunto de novos produtos, que irão ser testados junto dos parceiros da Rota do Petisco, tendo como associada a Região de Turismo do Algarve.

Relacionadas