XXI Seminário Luso-Espanhol de Economia Empresarial decorreu na Universidade de Évora

XXI Seminário Luso-Espanhol de Economia Empresarial decorreu na Universidade de Évora

A Universidade de Évora (UÉ) acolheu cerca de uma centena de participantes no XXI Seminário Luso-Espanhol de Economia Empresarial que decorreu na Universidade de Évora (UÉ), nos dias 21 e 22 de novembro de 2019. Durante os dois dias deste encontro científico foram apresentadas 65 comunicações de 146 autores, de Portugal, Espanha, Brasil, Peru e Equador.

A importância que esta iniciativa organizada pelo Círculo Ibérico de Economia Empresarial (CIBECEM), com o apoio do Departamento de Gestão da Universidade de Évora e do Centro de Estudos e Formação Avançada em Gestão e Economia (CEFAGE), assume na preparação do futuro profissional dos estudantes de mestrado e doutoramento foi um dos aspectos destacados por Ana Costa Freitas, Reitora da Universidade de Évora. A este respeito, a Reitora da UÉ, recordou a cooperação transfronteiriça ao nível das parcerias com instituições de Ensino Superior Espanholas, de que é exemplo a grande proximidade entre a Universidade de Évora e a Universidad de Extremadura, ou ainda, os vários projectos relacionados com os desafios que se colocam aos países do Mediterrâneo, em áreas tão vastas, que vão do Património à Agricultura. 

António Sousa, Presidente do CIBECEM, círculo ibérico que agrupa os departamentos da área das ciências económicas e empresariais das universidades de fronteira, portuguesas e espanholas, nomeadamente a Universidade de Évora, Universidad de Extremadura, Universidade da Beira Interior, Universidad de Huelva, Universidade do Algarve, Universidad de Salamanca, Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Universidad de Vigo, enfatizou o “elevado nível” dos trabalhos apresentados que foram submetidos a um processo de tripla revisão anónima. Para além das 20 sessões paralelas e a participação de 20 moderadores e 58 discussants, quatro revistas científicas estiveram associadas ao evento, podendo os melhores trabalhos ser aí publicados: TMS - Tourism & Management Studies; Enlightening Tourism; Journal of Management and Business Education; TMQ – Techniques, Methodology and Quality.

A associação das revistas científicas ao seminário foi igualmente um ponto frisado por Rui Fragoso; o Diretor do Departamento de Gestão da Universidade de Évora considera “muito importante” este tipo de ligação, e “um excelente ensaio para os estudantes de doutoramento apresentarem os seus trabalhos”, mostrando-se igualmente satisfeito pela elevada qualidade dos artigos submetidos. Já Jacinto Vidigal da Silva, Diretor do Centro de Estudos e Formação Avançada em Gestão da Universidade de Évora, enalteceu, a par da qualidade das comunicações, a importância dos temas aqui apresentados e a ligação destes à comunidade, “o que resulta numa verdadeira transferência de conhecimento”.

Para além de sessões paralelas de apresentação e discussão de comunicações, o Seminário teve ainda três workshops e três conferências. Os primeiros designados de WIN (Workshop de Investigadores Nascentes), de WIS (Workshop de Investigadores Seniores) e de WAS (Workshop de Agronegócios e Sustentabilidade). Quanto às conferências assentaram nas temáticas: “work & learning trends in the digital age, (por Ricardo Costa – SDO Consultores), “A era dos dados, da inteligência e da inovação” (por Paulo Figueiredo – Banco BIG) e “A recuperação de património como fator de inovação” (por Gonçalo Rebelo de Almeida – Grupo Vila Galé).

O encerramento do evento esteve a cargo de António de Sousa, Presidente do CIBECEM e pelo anfitrião do próximo Seminário Luso-Espanhol, José António Frais, Professor da Universidad de Vigo, uma vez que este terá lugar em Ourense e será organizado por esta Universidade espanhola, previsivelmente na primeira quinzena de novembro de 2020. 

Porque o Seminário Luso-Espanhol de Economia Empresarial, procura distinguir a qualidade, foram atribuídos sete prémios aos melhores trabalhos, em diversas categorias:

Prémio para a melhor comunicação de autor português (com o patrocínio Comendador Rui Azinhais Nabeiro)

Luís Serra Coelho (Universidade do Algarve)
“Does the market know better? The case of strategic vs. non-strategic bankruptcies”

Prémio para a melhor comunicação de autor espanhol  (com o patrocínio Comendador Rui Azinhais Nabeiro)

Ismael Becerril-Castrillejo (Universidad de Salamanca)
Pablo Antonio Muñoz-Gallego (Universidad de Salamanca)
“Cambios en la disposición a pagar entre periodos de consumo en el sector de alojamientos turísticos”

Prémio para a melhor comunicação de autoria conjunta de portugueses e espanhóis  (com o patrocínio Comendador Rui Azinhais Nabeiro)

António José Teixeira de Melo (Instituto Universitário da Maia)
Pablo Antonio Muñoz-Gallego (Universidad de Salamanca)
Rosa María Hernández-Maestro (Universidad de Salamanca)
“Business strategies to increase the number of messages of a tourist accommodation”

Prémio ao melhor projeto de doutoramento, no WIN - Workshop de Investigadores Nascentes (com o patrocínio da Companhia das Lezírias)

Atribuído ex-aequo a:
Raysa Geaquinto Rocha (Research Center in Business Sciences – Universidade da Beira Interior
“Gestão do Conhecimento e Sabedoria Organizacional: o papel mediador da Espiritualidade Organizacional”
Sergio Nieves Pavón (Universidad de Extremadura)
“Los destinos turísticos inteligentes”

Prémio para a melhor investigação em Management and Business Education (com o patrocínio da Fundação Camilo Prado – Universidad Rey Juan Carlos)

Rui Silva (Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro)
Carmem Leal (Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro)
Ricardo Rodrigues (Universidade da Beira Interior)
“The student learning motivations in the field of management with (and without) gamification”

Prémio para a melhor comunicação de um jovem investigador (com o patrocínio da Cátedra Luís de Camões, concedido pela Universidad Carlos III de Madrid, Santander e Fundación Ramon Areces)

Flávio Morais (Universidade da Beira Interior)
Zélia Serrasqueiro (Universidade da Beira Interior)
Joaquim Ramalho (Instituto Superior das Ciências do Trabalho e da Empresa – Instituto Universitário de Lisboa)
“The effect of corporate governance structures on zero-leverage phenomenon”

Prémio para o melhor revisor de papers do Seminário.
​​​​​​​

​​​​​​​Ignacio Requejo Puerto (Universidad de Salamanca)

  

Share Partilhar